Seção 01 - Escola Superior de Agricultura e Veterinária

Planta dos terrenos da ESAV Planta da ESAV (parte superior) Planta da ESAV (parte inferior) Planta da ESAV Trecho da planta da ESAV (parte 1) Trecho da planta da ESAV (parte 2) Trecho da planta da ESAV (parte 3) Trecho da planta da ESAV (parte 4) Fachada original Fachada Posterior Detalhes da fachada Posterior Corte pelo eixo da primeira janela Sala 01 e 11 Sala 02 e 04 Sala 03 e 05 Sala 07 Sala 08 Salas 13 e 15 Salas 14 e 16 Sala 17 Sala 18 Sala 22 e 32 Sala 23, 25 e 27 Salas 26 e 28 Sala 29 Sala 30 Sala 33 e 35 Salas 34 e 36 Sala 37 Sala 38
Resultados 1 até 30 de 37 Mostrar tudo

Área de identificação

Código de referência

CAR.01

Título

Escola Superior de Agricultura e Veterinária

Data(s)

  • 1921 - 1948 (Produção)

Nível de descrição

Seção

Dimensão e suporte

Dimensões: variadas;
Suporte: papel e "tecido";
Gênero: cartográfico.

Área de contextualização

História do arquivo

Os mapas e plantas que compõem essa coleção foram confeccionados por professores, alunos e engenheiros que fizeram parte do corpo técnico, docente e discente da Esav. Além de itens que foram enviados por outras instituições com atividades e estruturação semelhantes a da Escola.
Em meados da década de 1980 por iniciativa do professor José Marcondes Borges e outros colaboradores, entre eles a servidora Leiza Maria Granzinolli, a documentação foi recolhida, identificada e acondicionada em um armário no Museu Histórico da UFV.

Procedência

Em 2013, a então Pró-Reitora de Administração, servidora Leiza Maria Granzinolli informou à equipe do ACH-UFV sobre a necessidade de identificação e difusão do acervo cartográfico que faz parte das coleções do Museu Histórico da UFV. Em parceria com a equipe do Museu iniciou-se o processo de identificação e inventariação dos mapas e plantas encontrados e a digitalização de alguns itens.

Área de conteúdo e estrutura

Âmbito e conteúdo

Cartas topográficas, mapas e plantas recebidas ou produzidas durante o período da Esav.

Avaliação, selecção e eliminação

Ingressos adicionais

Sistema de arranjo

A seção divide-se em duas séries.

Área de condições de acesso e uso

Condições de acesso

Sem restrição de acesso, mediante aprovação da equipe técnica da instituição.

Condiçoes de reprodução

Restrição parcial.

Idioma do material

Script do material

Notas ao idioma e script

Características físicas e requisitos técnicos

O acervo apresenta níveis razoáveis de conservação. Alguns itens estão ilegíveis, manchados ou rasgados, sendo o mesmo acondicionado em mapotecas.

Instrumentos de descrição

A maior parte dos itens apresenta em seu corpo o título e demais informações técnicas, bem como, em sua grande maioria, o verso contém indicativos da origem do documento, elaborado pelo acumulador da coleção.

Área de documentação associada

Existência e localização de originais

Arquivo Central e Histórico da UFV
Museu Histórico da UFV

Existência e localização de cópias

Arquivo Central e Histórico da UFV

Unidades de descrição relacionadas

Descrições relacionadas

Área de notas

Nota

Estado de conservação: Alguns itens necessitam de intervenções de restauração.

Identificador(es) alternativos

Pontos de acesso

Pontos de acesso de assunto

Pontos de acesso local

Ponto de acesso nome

Pontos de acesso de gênero

Área de controle da descrição

Identificador da descrição

06.01.00.00

Identificador da instituição

BR MGUFV

Regras ou convenções utilizadas

ISAD(G) - Norma geral internacional de descrição arquivística, Conselho Internacional de Arquivos, 2. ed.
Conselho Nacional de Arquivos. NOBRADE: Norma Brasileira de Descrição Arquivística. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2006.

Status

Versão preliminar

Nível de detalhamento

Parcial

Datas de criação, revisão, eliminação

Descrição, revisão e classificação: 2018

Idioma(s)

  • português do Brasil

Sistema(s) de escrita(s)

Fontes

Nota do arquivista

Os itens documentais foram, previamente, identificados pelo professor José Marcondes Borges, pela servidora Leiza Maria Granzinolli e pelo servidor Gustavo Soares Sabioni.
A definição do arranjo e da descrição arquivística foi elaborada por Eduardo Luiz dos Santos (arquivista) e Rayene Ambrósio (Estagiária).

Zona da incorporação

Assuntos relacionados

Pessoas e organizações relacionadas

Gêneros relacionados

Lugares relacionados