Mostrando 68 resultados

Fundos e Coleções
Item Texto
Opções de pesquisa avançada
Visualizar impressão Visualizar:

68 resultados com objetos digitais Mostrar os resultados com objetos digitais

Instruções para aplicação de bolsas

Sem data e autor. Instruções para a aplicação das bolsas de estudos oferecidas para alunos e professores da ESA, exigindo exames médicos, histórico escolar, carta de admissão para estudos e endereço da Fundação para o envio dos formulários.

Regra para aplicação e controle

Envio de regras para a aplicação e controle do capital financeiro oferecido pela Fundação Rockefeller. Necessários quatro professores para a supervisão do comitê, o depósito bancário feito pelo banco em Viçosa e a concessão de algumas bolsas de estudos para a ESA.

ESCD (Carta 004)

Carta de Malcolm Gillette, do Escritório de Controle da Fundação Rockefeller, para Miss Anita Dickson, da ESCD. Informa o depósito de seis mil dólares na conta das Ciências Domésticas a pedido de Anita para a compra de equipamentos.

ESCD (Carta 023)

Carta de Maria das Dores de Carvalho Ferreira, diretora da ESCD, para George Harrar, diretor da Fundação Rockefeller. Informa que desde 1954 a Fundação prestou assistência e afirma que as bonificações da referida instituição para a Escola eram pequenas. Pede o apoio da Rockefeller e reporta o progresso da ESCD desde a visita do diretor em 1953. Informa como as doações foram utilizadas, detalha a construção do dormitório feminino, laboratórios e salas de aula.

ESA (Carta 001)

Carta de Edson Potsch Magalhães, chefe de departamento de Economia Rural, para o professor Vannetti. Lista de materiais a serem adquiridos para a Escola Superior de Agricultura com dinheiro da Fundação Rockefeller.

ESA (Carta 002)

Carta de John J. McKelvey Jr., da Fundação Rockefeller, para Carlos Socias Schlottfeldt, da ESA. McKelvey contata Schlottfeldt para que ele possa ir a Nova Iorque discutir a respeito dos problemas com a lista de material enviada à instituição americana. Esta carta fala sobre a lista de materiais enviada para suprir as necessidades do ano seguinte, incluindo a construção de edifícios. McKelvey informa que os equipamentos citados abaixo do ponto 4.2 são normalmente adquiridos com fundos do governo brasileiro e, por isso, pede ao diretor que especifique qual a porção adicional que ele comprou utilizando fundos das fontes brasileiras e qual a porção que ele esperava receber a Rockefeller.

ESA (Carta 008)

Carta de Carlos S. Schlottfeldt para John J. McKelvey. Esta foi a primeira oportunidade que o diretor teve de reconhecer a carta de McKelvey datada em 21 de dezembro. Ele informa que o motivo pelo qual ficou tanto tempo em Belo Horizonte (ficou fora de Viçosa desde o dia 26 de dezembro) foi devido a carta que recebeu do McKelvey para assegurar que o governador cumprisse com a doação requerida pela instituição. Informa que quando foi a Belo Horizonte o processo de recebimento da doação para 1956 estava indo em bom progresso com o Departamento de Produção Vegetal.
Informa que Mr. Maestri estava de volta em Viçosa e o diretor teria mostrado a carta de McKelvey para ele, que teria ficado inspirado. Informa também que estava dando publicidade para esta carta para que jovens graduandos pudessem ser contemplados com as bolsas. Ele agradece imensamente a atenção e interesse que McKelvey deu à instituição.

ESA (Carta 016)

Carta de William A. Heins, agente de compras da Fundação Rockefeller, para Carlos S. Schlottfeldt. Pede para que submeta uma cópia azul do pedido feito (n. 458394) para a Chermical Process Company. Informa que são incapazes de oferecer o item 2 da lista – Irrometers solicitados da Frazar & Hansen Ltd. até que eles soubessem o tamanho designado pelo diretor. Dito isso, ele informou os tamanhos disponíveis e que enviaria assim que possível. Incluíram uma cópia da Westinghouse Electric International Company sobre os refrigeradores que não estão disponíveis, cancelando-o da lista.

ESA (Carta 017)

Carta de John J. McKelvey Jr. para Carlos S. Schlottfeldt (cópias para Lorenzo Menicucci e Delbert T. Myren). Informa que Gerardo Azevedo Fernandes e Silvio de Magalhães Carvalo teriam interesse no programa de intercâmbio para treinar métodos extensão sob a direção da equipe da Rockefeller no México.

ESA (Carta 019)

Carta de William A. Heins para Mr. Phiebig. Informa a doação de livros para a ESA, o cancelamento de uma encomenda de jornais relacionados a Veterinária e agradece a cooperação.

ESA (Carta 022)

Carta de William A. Heins, da Fundação Rockefeller, para Carlos S. Schlottfeldt, da ESA. Informa o envio de equipamentos e envia as licenças de importação em conjunto com a lista de materiais que foram comprados.

ESA (Carta 027)

Carta de Carlos S. Schlottfeldt para Lewis M. Roberts. Informa que deixou o cargo de diretor dias atrás, mas ainda tem a consulta para fazer com ele em relação ao Bank Order que recebeu as doações pelo banco local, o Banco do Brasil, em 6 de janeiro de 1960, no valor de 100 mil cruzeiros. Isso equivale ao complemento final de 50 mil dólares que a Rockefeller ofereceu para o pagamento dos salários dos pesquisadores.

ESA (Carta 052)

Carta de Flora M. Rhind, secretaria da Fundação Rockefeller, para o reitor Joaquim F. Braga. Ela informa que a bolsa do engenheiro agrônomo Flávio Augusto d’Araujo Couto foi estendida pelo período de dois meses com a remuneração de 200 dólares por mês e 100 dólares para sua família. Nesse espaço de tempo, ele pretendia pesquisar na área de hosticultura e completar seu mestrado em Ciências, na Universidade da Califórnia.

ESA (Carta 055)

Carta de Robert Briggs Watson para Carlos S. Schlottfeldt. Resposta a carta do dia 17 de fevereiro sobre Maestri. Pede que envie duas fotografias do candidato e o tipo de passaporte usual. Pede que faça, além dos exames médicos já realizados, os exames físicos e envie para o escritório.

ESA (Carta 054)

Carta de agradecimento de John J. Mc Kelvey, da Fundação Rockefeller, para o diretor Carlos S. Schlottfeldt. Ele agradece pela carta anterior enviada pelo diretor sobre a autorização do Sr. Couto para permanecer nos Estados Unidos até o final daquele ano.

ESA (Carta 063)

Carta de Carlos S. Schlottfeldt, diretor da ESA, para John J. Mckelvey Jr., da Fundação Rockefeller. A carta é um pedido para que a Fundação Continue a dar suporte para o programa de treinamento de estudantes no México, Colômbia ou em algum outro país. Informa que o estudante Wander Said estava interessado em uma bolsa de extensão para trabalhar com agricultura.

ESA (Carta 076)

Carta de E. J. Wellhausen, da Fundação Rockefeller, para Carlos S. Schlottfeldt, diretor da ESA. Solicita informações referentes ao interesse do estudante José Flávio Candido em uma bolsa de extensão no México.

ESA (Carta 077)

Carta de E. J. Wellshausen, da Fundação Rockefeller, para Carlos S> Schlottfeldt, diretor da ESA. Pede desculpas pelos problemas que estavam acontecendo em relação a concessão de bolsa ao estudante José Flávio Candido e informa que seria preciso esperar até 1961. Informa que se o estudante ainda tivesse interesse em ir para o México nessa data, ele deveria enviar uma carta manifestando o seu interesse para a bolsa.

ESA (Carta 072)

Carta de Carlos S. Schlottfeldt, diretor da ESA, para E. J. Wellhausen, da Fundação Rockefeller. Informa o recebimento da carta do dia 12 de novembro sobre a possibilidade de concessão de uma bolsa para José Flavio Candido, aluno do terceiro ano do curso superior da ESA.

ESA (Carta 074)

Carta de Dr. Delbert T. Myren, da Rockefeller, para Carlos S. Schlottfeldt, diretor da ESA. Sugere que o diretor escreva diretamente para Lewis M. Roberts, da Fundação Rockefeller, para tratar da bolsa de extensão dos alunos Adauto Nogueira Borges e Emílio Gomide Loures. Informa que ficou impressionado com o estudante enviado pela ESA para o programa de extensão e gostaria de conceder outra bolsa a ele. Deseja ao diretor um bom feriado de Natal e Ano Novo.

ESA (Carta 080)

Carta de Jesse P. Perry Jr., da Fundação Rockefeller, para Helio M. Barbosa, da ESA. Informa que faltava o documento médico e pede que o sr. Barbosa o enviasse. Informa que seu teste de inglês foi excelente e fornece informações essenciais sobre a aplicação de testes para uma possível concessão de bolsas de estudos.

ESA (Carta 067)

Carta de Carlos S. Schlottfeldt, diretor da ESA, para Delbert T. Myren. Informa que o ex-aluno Elpídio Amante desejava fazer um curso de Treinamento em Entomologia, no México, com bolsa da Fundação Rockefeller.

ESA (Carta 096)

Carta de John J. McKelvey Jr. para o diretor Carlos S. Schlottfeldt. Ele fala sobre sua ida à Viçosa em junho e sobre o interesse do engenheiro Moacyr em uma bolsa de intercambio para que ele pudesse se especializar em fisiologia da planta em uma universidade nos Estados Unidos. Pede que o diretor entre em contato com R. B. Watson, no escritório da Fundação no Rio de Janeiro para que ele passasse as instruções e exames médicos com o engenheiro Maestri para que pudesse pegar a bolsa. Ele pede para que o diretor se certifique que o engenheiro Maestri complete suas aplicações com todos os detalhes, sinais e que dessa forma Braga assine como seu primeiro padrinho e o diretor como seu segundo padrinho.

ESA (Carta 106)

Carta de F. G. Brieger para Harrar, da Fundação Rockefeller. A Fundação acredita que a área do sul do Brasil é um cinto de milho, área de Minas Gerais até o Rio Grande do Sul. Decidiram que no primeiro ano (setembro de 1956-setembro de 1957) para levar um simples experimento nos limites da adaptação. R. S. A. “Luiz de Queiroz”, o Instituto de Ecologia, Instituto Agronômico Campinas, Instituto Agronômico do Sul, ESA Viçosa e Agroceres são as instituições que se ofereceram para cooperar. A primeira com experimentos em Piracicaba e Ribeirão Preto e a segunda com experimentos em São Simão e Botucatu, na região de São Paulo. A terceira em Campinas, a quarta em Pelotas, a quinta em Viçosa e a última em Jacarezinho e Carazinho. Os pedidos para a Fundação eram que o suporte financeiro fosse autorizado e tomaram a liberdade de sugerir o nome do Dr. Lonnquist para designar tais tarefas. Pediram por fundos adicionais para remanejar sua disposição para as seguintes questões: alguém deveria acompanhar Lonnquist em Minas Gerais e no Rio Grande do Sul. Essas despesas custariam menos que mil dólares. Se a concessão fosse autorizada seria paga para o conselheiro principal e o diretor tomou a liberdade de sugerir o nome de Watkins, no Rio de Janeiro.

ESA (Carta 104)

Carta de John J. McKelvey Jr., da Fundação Rockefeller, para Carlos S. Schlottfeldt, diretor da ESA. Informa que recebeu um cabo da Universidade da Califórnia afirmando que Moacyr Maestri foi aceito como estudante de graduação no campus Davis

ESA (Carta 099)

Carta de Carlos S. Schlottfeldt, diretor da ESA, para H. B. Currier, da Universidade da Califórnia. Informa que Maestri o escreveu para contar que sua aplicação foi aceita no dia 20 de abril. Pede desculpas pela carta do McKelvey não ter chegado até o diretor e informa o seu envio.

ESA (Carta 091)

Carta de John J. Mckelvey Jr., da Fundação Rockefeller, para Carlos S. Schlottfeldt, diretor da ESA. Pede que o comitê da ESA selecione dois candidatos a bolsa no programa de Agricultura, no México. Informa um perfil ideal de candidatos que deveriam se encaixar nesse padrão para que as bolsas fossem concedidas e que os candidatos deveriam estar aptos a começarem o programa, se possível, ainda em 1955.

ESA (Carta 097)

Carta de John J. McKelvey Jr. para Carlos S. Schlottfeldt. Comentário sobre a carta do dia 23 de maio para Watson em relação a bolsa de estudos do Maestri. Notou que o diretor estava em correspondência com Curriers, informando que seria apropriado e benéfico para Maestri que o diretor continuasse em correspondência, juntamente com Maestri, com o professor. Pede que antes de submeter ao conselho de bolsas que o professor informe quem seria seu conselheiro no campus Davis.

Resultados 1 até 30 de 68