Visualizar impressão Fechar

Mostrando 8154 resultados

Fundos e Coleções
Visualizar impressão Visualizar:

5397 resultados com objetos digitais Mostrar os resultados com objetos digitais

ESA (Carta 175)

Carta de Kenneth Wernimont, da Fundação Rockefeler, para Carlos S. Schlottfeldt, diretor da ESA. Informa que o Dr. Roberts, da Fundação, não se encontrava em Nova York e por isso as solicitações feitas não foram imediatamente atendidas. Solicita os formulários de inscrição e pede uma asseguração assinada pela ACAR.

ESA (Carta 177)

Carta de Leonard S., Fundação Rockefeller para Carlos S. Schlottfeldt. Informa que a remessa contendo documentos cobriram uma caixa de instrumentos médicos e cirúrgicos que foram enviados pelo Rio de La Plata e saíram de Nova York em 6 de abril de 1960. Informa que em caso de perda, já que a viagem é de auto risco, o diretor deveria seguir as instruções na notificação que estava presa na conta, mas não seria necessário reportar caso a perda fosse menor que 100,00 cruzeiros.

ESA (Carta 180)

Carta de William A. Heins, da Fundação Rockefeller, para Carlos S. Schlottfeldt, diretor da ESA. Informa que foi autorizada uma ordem de compra e solicita que a licença de importação seja prorrogada.

ESA (Carta 181)

Carta de Wanderley Bernardes Rodrigues, chefe do escritório da reitoria, para o gerente do Banco do Brasil. Pede a prorrogação do prazo de validade da licença de importação por mais 180 dias, já que os fornecedores não puderam remeter dentro do prazo inicialmente estabelecido. Informa que não houve nenhum embarque e não houve fechamento de câmbio.

ESA (Carta 182)

Carta da diretoria da ESA para Lewis M. Roberts. Foi informado, durante o retorno para Viçosa, que Roberts não poderia vir. O diretor interpretou isso como uma infeliz situação, uma vez que Viçosa sempre foi grata pela Fundação e suas doações. Ainda comenta a infeliz situação de que estava no Rio quando Roberts visitou a Uremg. O diretor enaltece Roberts nessa carta.

ESA (Carta 183)

Carta de William A. Heins, da Fundação Rockefeller, para Carlos S. Schlottfeldt, diretor da ESA. Informa que o recebimento de encomenda aconteceria depois da expiração da validade da licença de importação. Com isso, pede para que a licença se estenda.

ESA (Carta 189)

Carta de Wanderley Bernardes Rodrigues, reitor da Uremg, para o diretor da ESA, José de Alencar. Informa sobre a solicitação de informações relacionadas à importação de materiais da Ernest Leitz e da Karl Kolb, ambas da Alemanha. Com relação a primeira, o reitor informa que o microscópio foi despachado erroneamente para Belo Horizonte, quando deveria ter ido para o Rio de Janeiro. Com relação a segunda, o reitor diz que os documentos foram enviados para o despachante Julio de Castilhos para o desembaraço do material no Rio.

ESA (Carta 190)

Carta de José de Alencar, diretor da ESA, para Lewis M. Roberts, da Fundação Rockefeller. Informa ter assumido o cargo de diretor da ESA. Diz que a escola continuaria com o convênio e informa que gostaria de se encontrar com Roberts quando ele viesse ao Brasil.

ESA (Carta 173)

Carta de Delbert T. Myren, da Fundação Rockefeller, para Carlos S. Schlottfeldt, diretor da ESA. Agradece ao diretor pela hospedagem durante sua visita ao Brasil e informa o envio de publicações impressas.

ESA (Carta 184)

Carta de A. H. Moseman, da Fundação Rockefeller, para Geraldo Oscar Domingues Machado, reitor da Uremg. Informa que a Rockefeller concedeu o pedido de doação do Dr. Antonio Vieira Machado para que pudesse ser utilizado em 1961. Informa que o inicio desta doação aconteceria dia primeiro de novembro de 1960.

ESA (Carta 186)

Carta de Geraldo D. Machado para o senhor Consul Chefe da Divisão de Pasaportes. Informa que o professor Erly Dias Brandão recebeu um convite para participar do "The Rockefeller Foundation Conference on Agricultural Economics" nos Estados Unidos e pede que a divisão forneça um passaporte especial pra que ele possa viajar.

ESA (Carta 192)

Carta sem autor. Informa que em 1962 a Rockefeller fechou seu escritório no Rio de Janeiro e aumentou seu crescente interesse pelo continente africano. Informa que o programa na África se destina a combater a fome, subnutrição, endemias e altos índices de mortalidade. Expressa gratidão pela contribuição da Fundação ao Brasil, relacionada com a compra de equipamentos, pesquisas e bolsas de especialização e até a construção de edifícios.

ESA (Carta 176)

Carta de Lewis M. Roberts para Carlos S. Schlottfeldt. Informa que poderia ir a Belo Horizonte nos dias 19 e 20 de maio. Avisa que tinha quase certeza que não poderia ir a Viçosa visitar a ESA naquela viagem. Falou que seria um prazer se o diretor pudesse visita-lo em Belo Horizonte para discutir alguns assuntos.

ESA (Carta 178)

Carta de William A. Heins, da Fundação Rockefeller,para Carlos S. Schlottfeldt, diretor da ESA. Pede ao diretor que prorrogue por 60 dias o prazo para a licença de importação e pede que envie a licença para Carl Zeiss.

ESA (Carta 179)

Carta de Carlos S. Schlottfeldt, diretor da ESA, para Leonard Manuel, da Fundação Rockefeller. Informa que as cartas e encomendas recebidas foram mandadas para a representação do estado no Rio de Janeiro.

ESA (Carta 185)

Carta de José Alencar, diretor, para Rudolf Brand, da Fundação Rockefeller. Informa que a carta do dia 25 de junho de 1960, sobre as licenças de importação, estavam em sua posse quando ele enviou para o diretor da ESA. Informa que escreveu diretamente para o Presidente do escritório em Belo Horizonte para que o problema pudesse ser resolvido.

ESA (Carta 187)

Carta da diretoria da ESA, para Wanderley Bernardes Rodrigues, reitor da Uremg. Informa que até o momento de escrita da carta não havia recebido notícias do material remetido pela firma Ernst Leitz, da Alemanha. Pede que o reitor informe a que pé estava o desembarque.

ESA (Carta 188)

Carta da diretoria da ESA, para Wanderley Bernardes Rodrigues, reitor da Uremg. Informa o recebimento de uma cópia da fatura e da lista de embalagem enviada pela Fundação Rockefeller, sobre o embarque de caixas remetidas pela firma Karl Kolb, da Alemanha. Pede que o reitor informe sobre o embarque e quais documentos foram enviados ao Rio de Janeiro.

ESA (Carta 191)

Carta de R. W. Richardson Jr., da Fundação Rockefeller, para Flamarion Ferreira, reitor da Uremg. Informa o recebimento de carta de 13 de fevereiro sobre as informações a respeito da Uremg. Espera se encontrar com o reitor em um futuro próximo.

ESA (Carta 172)

Carta de Lewis M. Roberts para Carlos S. Schlottfeldt (cópia para o reitor Menicucci). Chegou ao seu conhecimento que vários equipamentos estavam no depósito da Rockefeller. Alguns desses equipamentos estavam lá desde o meio de 1957 e outros chegaram no início de 1958. Informa que os materiais são caros e que são comprados com os fundos da doação destinados ao suporte educacional. Juntamente adverte para que isso não aconteça novamente. Os registros da Fundação mostram que os seus membros escreveram várias cartas pedindo as licenças de importação. Informa que se não for possível que o diretor tenha essas licenças em mãos em até seis semanas, eles cancelariam as doações e doariam os materiais já comprados a outras instituições que colaboravam com a Fundação.

ESA (Carta 174)

Carta de José Geraldo Gomes Teixeira, da ESA, para Carlos S. Schlottfeldt, diretor da ESA. Informa o devolvimento das sobras de documentos referentes aos materiais doados à ESA pela Rockefeller, chegados em 1957. Disse que devido a demora na remessa da documentação, os materiais já estavam sendo relacionados para leilão, mas os desembaraços estavam sendo providenciados pelo Despachante do Estado.

ESA (Carta 146)

Carta de Kenneth Wernimont, da Fundação Rockefeller, para Wander Said, da ESA (Cópia para Carlos S. Schlottfeldt). Envia uma lista de documentos recebidos e documentos pendentes para a aprovação da bolsa de estudos do Wander Said.

ESA (Carta 147)

Carta de Kenneth Wernimont, da Fundação Rockefeller, para Wander Said, da ESA (Cópia para Carlos S. Schlottfeldt). Informa o recebimento dos documentos pendentes e diz que sua candidatura para a bolsa de estudos foi aprovada.

ESA (Carta 150)

Carta de Kenneth Wernimont, da Fundação Rockefeller, para Frederico Cotta Vasconcellos, da ESA. Informa os documentos recebidos e os documentos que estavam faltando para completar o processo de concessão de bolsas para o Vasconcellos.

ESA (Carta 155)

Carta de John J. Mckelvey Jr., da Fundação Rockefeller, para Carlos S. Schlottfeldt, diretor da ESA. Informa que a lista de materiais requeridas pela ESA seria discutida pessoalmente quando o diretor fosse para os Estados Unidos. Agradece pelo sumário geral enviado pelo diretor, relacionado ao pedido de equipamentos e materiais.

ESA (Carta 157)

Carta de J. G. Harrar para Carlos S. Schlottfeldt. Reconhecimento da carta do diretor para McKelvey no dia 7 de fevereiro e em anexo as fotos das cartas do governador Clovis Salgado afirmando que o estado de Minas Gerais cumpriria com o valor de dez milhões de cruzeiros para a ESA. Ele afirma que notou que o diretor e sua equipe fizeram uma revisão na lista de materiais que havia pedido à Fundação no valor de 200 mil dólares e ele pede que a lista chegue em suas mãos o mais rápido possível. Ele fala sobre a escola ter indicado um modo de administrar os 50 mil dólares para o salário dos membros do projeto. Ele se propunha a analisar e indicar um modelo de administração dos fundos e pede alguma ideia sobre como utilizar os 50 mil dólares para este objetivo

ESA (Carta 159)

Carta de Carlos S. Schlottfeldt para Dr. McKelvey. A carta do dia 3 de julho enviada a McKelvey foi discutida sobre os dois candidatos para o programa de treinamento e pediu a opinião sobre o que a Fundação tinha em mente. Os candidatos, Mario Salvo de Brito e Paulo Henrique de Rezende Murgel, estavam interessados em ter a chance de trabalhar com o Dr. Franzen em nutrição e fisiologia animal, mas, como são candidatos brasileiros, eles desejam receber treinamento em animais de criação e aves. O programa seria dividido em duas fases: uma na Colômbia e outra no México. Informa sobre o processo relativo para a concessão da Rockefeller foi aprovado pela Assembleia de Minas Gerais. O valor total das listas foi limitado em 45.620,73 dólares e outras despesas no valor de 4.379,27 dólares. Quando ele tivesse a decisão final do estado de Minas Gerais, ele retornaria a escrever para a Fundação.

Resultados 1 até 30 de 8154