Cinema

Taxonomia

Código

Nota(s) de âmbito

Nota(s) de fonte(s)

Nota(s) de exibição

Termos hierárquicos

Cinema

Termos equivalentes

Cinema

Termos associados

Cinema

21 Fundos e Coleções results for Cinema

21 resultados diretamente relacionados Excluir termos específicos

Edição nº 05

Articulações dos sindicatos brasileiros para negociações das reivindicações dos trabalhadores diante o governo; situação do cinema brasileiro é debate na edição; política Argentina é demonstrada com colóquio dos pontos de ataque da mesma contra os movimentos de esquerda; eleições francesas daquele ano são descritas também na edição.

Edição nº (Avulsos)

Entrevista com o reitor da Universidade de Mackenzie Paulo Breda que demonstra suas ideias sobre as mudanças ocorridas nas universidades brasileiras após 1964; estudantes também têm seus depoimentos retratados sobre as mudanças ocorridas nas universidades pós 1964; entrevista com o cineasta João Batista de Andrade relata suas experiências com o cinema político; entrevista também com o antropólogo, romancista e historiador Luís da Câmara Cascudo que relata sobre sua carreira.

Edição nº 61

O diretor de cinema Hector Babenco foi entrevistado nesta edição na qual coloca em evidência aspectos do seu trabalho: Lúcio Flávio, Passageiro da Agonia.

Edição nº 90

Primo Carbonari editor de filmes sobre a Ditadura é nesta edição entrevistado na qual conta suas motivações e como desempenhou seu trabalho; levante do Presídio da Ilha Anchieta do litoral norte de São Paulo ocorrido no ano de 1952 é descrito por meio do depoimento de João Pereira Lima um dos mentores da rebelião.

Edição nº 92

A política brasileira da época e a ação da população na mesma são aspectos colocados em reportagem sobre a presidência também; a psicanálise foi tema de entrevista com dois especialistas do ramo que levantaram os principais assuntos a serem debatidos sobre a área no 1º Simpósio Internacional de Psicanálise, Grupos e Instituições realizado naquele ano no Rio de Janeiro; cinema internacional e brasileiro também é comentado com reportagem sobre os artistas mais expoentes e entrevista com o diretor brasileiro Bruno Barreto.

Edição nº 74

Um panorama da situação da região metropolitana do Recife na época demonstrou as desigualdades sociais e os problemas estruturais da cidade; os problemas entre a imposição e execução de leis para a educação foram ressaltados pelo esforço das instituições escolares em colocar suas práticas dentro da Lei de Diretrizes e Bases; as causas dos aumentos do preço do feijão por sua escassez no mercado foram ressaltadas em reportagem; as articulações de empresários frente ao governo brasileiro para a “nacionalização” da Light Serviços de Eletricidade S.A. foram descritos na edição; a mão de obra feminina na época teve sua representatividade e apontamento de problemas feitos por um relatório da Organização Internacional do Trabalho (OIT) que foi comentado no número; busca pela maior difusão da produção cinematográfica brasileira por discurso do Ministro da Educação Ney Braga foi comentada na edição que colocou as articulações do governo para a efetivação do projeto em evidência seguido de comentário sobre a dependência da TV brasileira da produção dos Estados Unidos.

Edição nº 198

A edição retrata os passos da carreira de Pablo Picasso com humor; entrevista com Bernardo Bertolucci retrata o cinema da época; comentário sobre o evento “Dia da Terra” coloca na edição o relato de anomalias observadas na natureza.

Edição nº 379

Comentários sobre times de futebol brasileiros detêm críticas a jogadores e diretores de clubes; Zé do Caixão coloca em artigo os problemas enfrentados por um diretor de filmes autônomo; venda da Igreja de Nossa Senhora da Paz para empreendimentos privados em Ipanema é caracterizada e tem sua repercussão demonstrada em entrevista feita a cinco integrantes do grupo contra esta ação além da apresentação de charges que colocam críticas sobre o fato; articulações políticas efetivadas pelos países da América do Sul são comentadas na edição.

Edição nº 690

As eleições para governador do Rio de Janeiro são avaliadas nesta edição do Pasquim segundo os aspectos ideológicos dos partidos envolvidos na mesma; corrupção e impunidade de candidatos a deputado são demonstradas também; o cineasta Sérgio Rezende é entrevistado nesta edição falando sobre sua carreira e criticando o resultado dos festivais feitos.

Edição nº 22

A possibilidade de o Movimento Democrático Brasileiro lançar um candidato a presidência era comentada junto à explicitação da organização do mesmo; o ministro da educação da época, Jarbas Passarinho, tem suas ideias sobre a formação cultural dos brasileiros explicitados em coluna; a abrangência do cinema italiano aos brasileiros da época é demonstrada na edição com relato sobre o conteúdo dos filmes apresentados.

Edição nº 32

Os dez anos de cinema nacional são descritos, criticados e relatados nesta edição pela reunião de diversos cineastas brasileiros; a atuação do governo de Rondon Pacheco em Minas Gerais é demonstrada com caracterização de sua relação com os outros representantes políticos mineiros.

Edição nº 41

A região do Jequitinhonha tem suas situações política e econômica demonstradas; o cineasta Pier Paolo Pasolini em entrevista relatou as modificações do cinema e sua nova linha de produção cinematográfica; o superfaturamento de preços feito, por empresas norte americanas é comentado junto ao relato sobre o processo iniciado sobre as mesmas; investimentos que começavam a entrar em Roraima e a integração desta economia no mercado brasileiro são relatados nesta edição.

Edição nº 79

Políticas econômicas aplicadas no Brasil demonstrando uma transição entre “Política de consumismo” para “política de investimentos”; o cinema tem destaque na entrevista feita com Denoy de Oliveira que retrata a repercussão do filme “Amante muito Louca”; retrata-se a atuação do jornal “Portugal Democrático” dentro de Portugal e repercussão no Brasil no ano de 1956; defesa da natureza efetivada por ações de mineiros e pelo governador Rondon Pacheco com ações na organização de projetos para proteção ambiental; a rotatividade de mão de obra no Brasil tem a discussão levantada pelos Sindicatos dos Trabalhadores.

Edição nº 80

Precárias condições de trabalho na indústria da construção civil em São Paulo são pontos debatidos; aumento do número de indústrias privadas no Brasil é colocado; cinema tem espaço pela demonstração das obras de Humberto Mauro, nova versão do filme Gatsby e a exibição de “A Torre em Concurso” de Joaquim Manuel de Macedo exibido no Rio de Janeiro; trajetória de Dewey Davis reconhecido na época como grande músico da época e sua exibição no Brasil.

Edição nº 81

Crescimento da cidade de Ipatinga é demonstrado com caracterização da influência da Usina de Aço na cidade; Frei Damião é descrito por suas ações dentro da sociedade; defesa de jornada de trabalho de 8 horas é demonstrada pelo jornal; história do futebol no cinema brasileiro é caracterizada.

Edição nº Fragmento 13

Objetivos e principais debates abordados no 1º Simpósio Nacional do Cinema Brasileiro são comentados em texto; elementos de trabalhos fotográficos são descritos; pronunciamento de Robert Muller a respeito da vida em sociedade e desafios da humanidade; texto apresenta o cotidiano dos brasileiros em outros países; questão de adoção de crianças brasileiras por outros países é comentada a partir da análise de vantagens e problemas de tal prática; apresentação de remédio para evitar infarto e outros problemas cardiovasculares.

O Globo

A subsérie é composta principalmente por fragmentos de suplementos do jornal “O Globo” nela os principais temas tratados são política, economia, cinema e literatura

Repórter Rondon Minas Gerais

A publicação apresenta as principais perspectivas de atuação do Projeto Rondon em Minas Gerais no ano de 1896. A mesma realiza um balanço das operações do projeto que já foram realizadas e comenta a respeito de alguns lançamentos da indústria do cinema e da televisão.

Edição nº 06

Comentários sobre a comemoração do primeiro ano do jornal; o modo de escrita literária de Lacyr Anderson Freitas é analisada; grupos de preservação e definição das tradições sertanejas; biografia de João Gonçalves Caniço é apresentada demonstrando sua colaboração para a cultura cinematográfica de Juiz de Fora; mostra e organização da música brasileira; descrição do poema de Rembaud; lançamento de livro e CD que resgataria a cultura musical brasileira, sessão poética aborda a organização de aforismo; comentários a organização do pós cinema ou cinema eletrônico; polêmica sobre a intolerância religiosa e apresentação de poemas.

Edição nº 70

Hilda Hilst tem espaço em entrevista onde fala da carreira, sua obra e modelos de escritas; produção cinematográfica é brevemente analisada; poema sobre o Recife; texto comenta a respeito do significado da poesia em nossa sociedade.

Edição nº 1121

70 anos de existência da Universidade são descritos; assinatura do convênio Minas por Minas: Universidade Presente, assinatura entre a UFMG e governo do Estado de Minas Gerais; fatos marcantes da história da UFMG são apresentados; projeto de apresentação de clássicos do cinema na Escola de Belas Artes é descrito.