Cinema

Taxonomia

Código

Nota(s) de âmbito

Nota(s) de fonte(s)

Nota(s) de exibição

Termos hierárquicos

Cinema

Termos equivalentes

Cinema

Termos associados

Cinema

21 Fundos e Coleções results for Cinema

21 resultados diretamente relacionados Excluir termos específicos

Edição nº 1121

70 anos de existência da Universidade são descritos; assinatura do convênio Minas por Minas: Universidade Presente, assinatura entre a UFMG e governo do Estado de Minas Gerais; fatos marcantes da história da UFMG são apresentados; projeto de apresentação de clássicos do cinema na Escola de Belas Artes é descrito.

Edição nº 70

Hilda Hilst tem espaço em entrevista onde fala da carreira, sua obra e modelos de escritas; produção cinematográfica é brevemente analisada; poema sobre o Recife; texto comenta a respeito do significado da poesia em nossa sociedade.

Edição nº 06

Comentários sobre a comemoração do primeiro ano do jornal; o modo de escrita literária de Lacyr Anderson Freitas é analisada; grupos de preservação e definição das tradições sertanejas; biografia de João Gonçalves Caniço é apresentada demonstrando sua colaboração para a cultura cinematográfica de Juiz de Fora; mostra e organização da música brasileira; descrição do poema de Rembaud; lançamento de livro e CD que resgataria a cultura musical brasileira, sessão poética aborda a organização de aforismo; comentários a organização do pós cinema ou cinema eletrônico; polêmica sobre a intolerância religiosa e apresentação de poemas.

Repórter Rondon Minas Gerais

A publicação apresenta as principais perspectivas de atuação do Projeto Rondon em Minas Gerais no ano de 1896. A mesma realiza um balanço das operações do projeto que já foram realizadas e comenta a respeito de alguns lançamentos da indústria do cinema e da televisão.

O Globo

A subsérie é composta principalmente por fragmentos de suplementos do jornal “O Globo” nela os principais temas tratados são política, economia, cinema e literatura

Edição nº Fragmento 13

Objetivos e principais debates abordados no 1º Simpósio Nacional do Cinema Brasileiro são comentados em texto; elementos de trabalhos fotográficos são descritos; pronunciamento de Robert Muller a respeito da vida em sociedade e desafios da humanidade; texto apresenta o cotidiano dos brasileiros em outros países; questão de adoção de crianças brasileiras por outros países é comentada a partir da análise de vantagens e problemas de tal prática; apresentação de remédio para evitar infarto e outros problemas cardiovasculares.

Edição nº 79

Políticas econômicas aplicadas no Brasil demonstrando uma transição entre “Política de consumismo” para “política de investimentos”; o cinema tem destaque na entrevista feita com Denoy de Oliveira que retrata a repercussão do filme “Amante muito Louca”; retrata-se a atuação do jornal “Portugal Democrático” dentro de Portugal e repercussão no Brasil no ano de 1956; defesa da natureza efetivada por ações de mineiros e pelo governador Rondon Pacheco com ações na organização de projetos para proteção ambiental; a rotatividade de mão de obra no Brasil tem a discussão levantada pelos Sindicatos dos Trabalhadores.

Edição nº 80

Precárias condições de trabalho na indústria da construção civil em São Paulo são pontos debatidos; aumento do número de indústrias privadas no Brasil é colocado; cinema tem espaço pela demonstração das obras de Humberto Mauro, nova versão do filme Gatsby e a exibição de “A Torre em Concurso” de Joaquim Manuel de Macedo exibido no Rio de Janeiro; trajetória de Dewey Davis reconhecido na época como grande músico da época e sua exibição no Brasil.

Edição nº 81

Crescimento da cidade de Ipatinga é demonstrado com caracterização da influência da Usina de Aço na cidade; Frei Damião é descrito por suas ações dentro da sociedade; defesa de jornada de trabalho de 8 horas é demonstrada pelo jornal; história do futebol no cinema brasileiro é caracterizada.

Edição nº 32

Os dez anos de cinema nacional são descritos, criticados e relatados nesta edição pela reunião de diversos cineastas brasileiros; a atuação do governo de Rondon Pacheco em Minas Gerais é demonstrada com caracterização de sua relação com os outros representantes políticos mineiros.

Edição nº 41

A região do Jequitinhonha tem suas situações política e econômica demonstradas; o cineasta Pier Paolo Pasolini em entrevista relatou as modificações do cinema e sua nova linha de produção cinematográfica; o superfaturamento de preços feito, por empresas norte americanas é comentado junto ao relato sobre o processo iniciado sobre as mesmas; investimentos que começavam a entrar em Roraima e a integração desta economia no mercado brasileiro são relatados nesta edição.

Edição nº 22

A possibilidade de o Movimento Democrático Brasileiro lançar um candidato a presidência era comentada junto à explicitação da organização do mesmo; o ministro da educação da época, Jarbas Passarinho, tem suas ideias sobre a formação cultural dos brasileiros explicitados em coluna; a abrangência do cinema italiano aos brasileiros da época é demonstrada na edição com relato sobre o conteúdo dos filmes apresentados.

Edição nº 690

As eleições para governador do Rio de Janeiro são avaliadas nesta edição do Pasquim segundo os aspectos ideológicos dos partidos envolvidos na mesma; corrupção e impunidade de candidatos a deputado são demonstradas também; o cineasta Sérgio Rezende é entrevistado nesta edição falando sobre sua carreira e criticando o resultado dos festivais feitos.

Edição nº 379

Comentários sobre times de futebol brasileiros detêm críticas a jogadores e diretores de clubes; Zé do Caixão coloca em artigo os problemas enfrentados por um diretor de filmes autônomo; venda da Igreja de Nossa Senhora da Paz para empreendimentos privados em Ipanema é caracterizada e tem sua repercussão demonstrada em entrevista feita a cinco integrantes do grupo contra esta ação além da apresentação de charges que colocam críticas sobre o fato; articulações políticas efetivadas pelos países da América do Sul são comentadas na edição.

Edição nº 198

A edição retrata os passos da carreira de Pablo Picasso com humor; entrevista com Bernardo Bertolucci retrata o cinema da época; comentário sobre o evento “Dia da Terra” coloca na edição o relato de anomalias observadas na natureza.

Edição nº 74

Um panorama da situação da região metropolitana do Recife na época demonstrou as desigualdades sociais e os problemas estruturais da cidade; os problemas entre a imposição e execução de leis para a educação foram ressaltados pelo esforço das instituições escolares em colocar suas práticas dentro da Lei de Diretrizes e Bases; as causas dos aumentos do preço do feijão por sua escassez no mercado foram ressaltadas em reportagem; as articulações de empresários frente ao governo brasileiro para a “nacionalização” da Light Serviços de Eletricidade S.A. foram descritos na edição; a mão de obra feminina na época teve sua representatividade e apontamento de problemas feitos por um relatório da Organização Internacional do Trabalho (OIT) que foi comentado no número; busca pela maior difusão da produção cinematográfica brasileira por discurso do Ministro da Educação Ney Braga foi comentada na edição que colocou as articulações do governo para a efetivação do projeto em evidência seguido de comentário sobre a dependência da TV brasileira da produção dos Estados Unidos.

Edição nº 92

A política brasileira da época e a ação da população na mesma são aspectos colocados em reportagem sobre a presidência também; a psicanálise foi tema de entrevista com dois especialistas do ramo que levantaram os principais assuntos a serem debatidos sobre a área no 1º Simpósio Internacional de Psicanálise, Grupos e Instituições realizado naquele ano no Rio de Janeiro; cinema internacional e brasileiro também é comentado com reportagem sobre os artistas mais expoentes e entrevista com o diretor brasileiro Bruno Barreto.

Edição nº 61

O diretor de cinema Hector Babenco foi entrevistado nesta edição na qual coloca em evidência aspectos do seu trabalho: Lúcio Flávio, Passageiro da Agonia.

Edição nº 90

Primo Carbonari editor de filmes sobre a Ditadura é nesta edição entrevistado na qual conta suas motivações e como desempenhou seu trabalho; levante do Presídio da Ilha Anchieta do litoral norte de São Paulo ocorrido no ano de 1952 é descrito por meio do depoimento de João Pereira Lima um dos mentores da rebelião.

Edição nº (Avulsos)

Entrevista com o reitor da Universidade de Mackenzie Paulo Breda que demonstra suas ideias sobre as mudanças ocorridas nas universidades brasileiras após 1964; estudantes também têm seus depoimentos retratados sobre as mudanças ocorridas nas universidades pós 1964; entrevista com o cineasta João Batista de Andrade relata suas experiências com o cinema político; entrevista também com o antropólogo, romancista e historiador Luís da Câmara Cascudo que relata sobre sua carreira.

Edição nº 05

Articulações dos sindicatos brasileiros para negociações das reivindicações dos trabalhadores diante o governo; situação do cinema brasileiro é debate na edição; política Argentina é demonstrada com colóquio dos pontos de ataque da mesma contra os movimentos de esquerda; eleições francesas daquele ano são descritas também na edição.