Orçamento

Taxonomia

Código

Nota(s) de âmbito

Nota(s) de fonte(s)

Nota(s) de exibição

Termos hierárquicos

Orçamento

Termos equivalentes

Orçamento

Termos associados

Orçamento

11 Fundos e Coleções results for Orçamento

11 resultados diretamente relacionados Excluir termos específicos

ESA (Carta 124)

Carta da empresa alemã Karl Kolb para Carlos S. Schlottfeldt, diretor da ESA. Envia as informações sobre os equipamentos enviados ao Brasil que estão no Rio de Janeiro. Informa que as remessas já foram despachadas e pede que o diretor cheque a carta da empresa e envie uma cópia para a Fundação Rockefeller.

ESA (Carta 122)

Carta de Carlos S. Schlottfeldt, diretor da ESA, para a empresa alemã Karl Kolb. Envia uma carta confirmando o envio das informações requeridas sobre equipamentos encomendados pela ESA com fundos da Rockefeller.

ESA (Carta 120)

Carta da Karl Kolb, empresa alemã, para Carlos S. Schlottfeldt, diretor da ESA. Informa sobre a solicitação e pede detalhes dos equipamentos encomendados pela ESA com dinheiro da Fundação Rockefeller.

ESA (Carta 024)

Carta de Rudof Brand, para Willian Heins, da Fundação Rockefeller. Informa sobre os detalhes de embarque e os valores dos equipamentos comprados pela Fundação, além de explicitar os problemas de importação que estava acontecendo com o Consulado Brasileiro.

ESA (Carta 027)

Carta de Carlos S. Schlottfeldt para Lewis M. Roberts. Informa que deixou o cargo de diretor dias atrás, mas ainda tem a consulta para fazer com ele em relação ao Bank Order que recebeu as doações pelo banco local, o Banco do Brasil, em 6 de janeiro de 1960, no valor de 100 mil cruzeiros. Isso equivale ao complemento final de 50 mil dólares que a Rockefeller ofereceu para o pagamento dos salários dos pesquisadores.

ESA (Carta 002)

Carta de John J. McKelvey Jr., da Fundação Rockefeller, para Carlos Socias Schlottfeldt, da ESA. McKelvey contata Schlottfeldt para que ele possa ir a Nova Iorque discutir a respeito dos problemas com a lista de material enviada à instituição americana. Esta carta fala sobre a lista de materiais enviada para suprir as necessidades do ano seguinte, incluindo a construção de edifícios. McKelvey informa que os equipamentos citados abaixo do ponto 4.2 são normalmente adquiridos com fundos do governo brasileiro e, por isso, pede ao diretor que especifique qual a porção adicional que ele comprou utilizando fundos das fontes brasileiras e qual a porção que ele esperava receber a Rockefeller.

ESA (Carta 003)

Carta de John Mc Kelvey Jr, da Fundação Rockefeller, para o diretor Carlos S. Schlottfeldt. Carta informa que seus colegas da Fundação estariam dispostos a atender a proposta feita por Schlottfeldt (não especificada), acompanhada de uma carta oficial a pedido do Dr. Braga para que os fundos não ultrapassassem o valor de 200 mil dólares, com duração de três anos. Os equipamentos de laboratório custariam cerca de 150 mil dólares e os 50 mil restantes seriam destinados ao pagamento dos funcionários. Mc Kelvey menciona a necessidade de discutir com Dr. Machado uma recente proposta feita, juntamente com o governo do estado de Minas Gerais, para o Departamento de Medicina Veterinária.

ESCD (Carta 023)

Carta de Maria das Dores de Carvalho Ferreira, diretora da ESCD, para George Harrar, diretor da Fundação Rockefeller. Informa que desde 1954 a Fundação prestou assistência e afirma que as bonificações da referida instituição para a Escola eram pequenas. Pede o apoio da Rockefeller e reporta o progresso da ESCD desde a visita do diretor em 1953. Informa como as doações foram utilizadas, detalha a construção do dormitório feminino, laboratórios e salas de aula.

ESCD (Carta 004)

Carta de Malcolm Gillette, do Escritório de Controle da Fundação Rockefeller, para Miss Anita Dickson, da ESCD. Informa o depósito de seis mil dólares na conta das Ciências Domésticas a pedido de Anita para a compra de equipamentos.

Edição nº 82

A greve de fome realizada em manifestação por liberdade de expressão e defesa de um ensino superior de qualidade foi retratada; relato sobre as principais ações pela greve e as possíveis consequências da mesma; descrição do inadequado orçamento disponibilizado pelo Ministério da Educação e Cultura o que dificultava nas negociações; caracterização das diversas articulações e organização das universidades diante da greve.